Os despertares propostos por essa construção de um novo ser humano não passam somente por questões que podemos chamar de externas, como as que já descrevemos em outros despertares, mas também e especialmente por aspectos internos.

Aliás, as transformações internas, apesar de, muitas vezes, serem invisíveis a olho nu, culminam em visíveis, efetivas e sustentáveis mudanças em nossa forma de ser e estar no mundo e em nossas relações conosco, com as demais pessoas e com a sociedade como um todo.

Esta é a intenção desse despertar para uma Nova Consciência, onde é estimulado o se deixar tocar pelo despertador particular e, assim, acordar a Essência de cada ser humano, mexendo-se com seus medos, questionando com gentileza suas crenças limitantes, e trasmutando-as para o acreditar mais em si, com coragem e fé nos saberes já adquiridos, tanto por meio de estudos quanto de legados e experiências.

A fim de servir como auxiliar a esse novo olhar para si, para as demais pessoas e para o mundo, conjugamos projetos passíveis de mudar paradigmas que permitam um novo tipo de conexão entre as pessoas e uma nova forma de SER e ESTAR em suas relações e na sociedade.

Para tanto, nossas ações envolvem:

  • Programas de incentivo ao autoconhecimento, autodesenvolvimento e autorresponsabilidade pessoal, interpessoal e transpessoal, que incentivem a percepção de que o autocuidado e a reconexão com a dimensão transpessoal/espiritual do ser humano é o primeiro passo para o desenvolvimento de uma vida digna e plena e de uma sociedade justa, humana, sustentável e solidária.
  • Programas de integração do ser humano em suas dimensões física, emocional, mental e transpessoal.
  • Programas de conscientização da espiritualidade como propósito/sentido de vida, independente de crenças religiosas.
  • Promoção de módulos de centro de convivência social e assistência terapêutica sob diversos enfoques.
  • Promoção de projetos e reflexões sobre a importância da sociedade aprender a pensar na coletividade.

Os Nove Despertares

É preciso deixar claro que os nove despertares não são pontos isolados em si mesmos. Todos eles possuem conexões e inter-relações de modo que, por exemplo, quando atuamos no despertar de uma nova educação e cultura da paz, estaremos também promovendo uma nova consciência. E assim acontece com cada um e com todas as nossas nove áreas de atuação.